Curva ABC em Pet Shops: 3 elementos para avaliar

A estruturação e avaliação da Curva ABC em Pet Shops é uma das partes mais importantes quando pensamos na gestão do estoque e otimização do mix de produtos.

Introdução

A estruturação da Curva ABC é uma necessidade que todo pequeno empresário possui para que o mesmo possa analisar e conhecer mais afundo o desempenho do seu mix de produtos e, com isso, identificar as preferências dos seus clientes a fim de realizar uma melhor composição do estoque (caso você não esteja familiarizado com o conceito confira o artigo que já escrevemos Curva ABC: o que é e como estruturar para aprender sobre o tema).

Diante disso, a Curva ABC em Pet Shops torna-se uma ferramenta fundamental que sinalizará e direcionará as decisões administrativas e comerciais relacionadas à composição do estoque e do próprio mix de produtos. Tudo para que o Pet Shop possa concentrar seus recursos financeiros nos produtos certos a fim de potencializar seus resultados e otimizar a lucratividade.

A seguir apresentarei 3 elementos muito importantes para que você possa avaliar a Curva ABC do seu Pet Shop de modo adequado extraindo informações super relevantes e úteis que ajudarão a orientar suas decisões de investimentos.

curva abc em pet shops

1. Avalie o faturamento gerado por cada produto

O primeiro ponto a se destacar quando pensamos nas informações que podemos extrair da Curva ABC em Pet Shops é o faturamento bruto gerado por cada item que compõe o mix de produtos, ou seja, através da Curva ABC você poderá identificar quais são os produtos que possuem o melhor desempenho considerando o volume de vendas x preço de venda.

A avaliação do faturamento bruto gerado por cada produto que compõe o seu mix é um elemento importante, pois isso sinalizará tanto seus campeões de venda quanto os produtos que menos contribuem para o resultado bruto gerado pelo seu Pet Shop ao final de determinado período.

Outro ponto que vale destacar aqui é que a partir dessa avaliação será possível conhecer as preferências dos seus clientes o que, consequentemente, direcionará suas decisões em relação a composição do mix de produtos. Afinal, se seus clientes mostram claramente um interesse pelos produtos A, B, C e D talvez você deva parar de insistir nos produtos E e F também, já que os recursos destinados para esses produtos que praticamente não tem saída poderiam ser utilizados em outra frente.

2. Avalie a margem de contribuição de cada produto

Tão importante quanto avaliar o faturamento bruto gerado por cada produto que compõe o seu mix é você saber qual é a margem de contribuição de cada um deles. Afinal, a margem de contribuição nos mostra quanto de fato cada produto contribui para a geração de lucro no seu Pet Shop, ou seja, é o resultado real que você obterá a partir da venda de cada item.

Na hora de avaliar a Curva ABC em Pet Shops devemos considerar também esse elemento, pois seria totalmente equivocado olhar apenas o faturamento bruto. Por quê? Pelo simples fato de que enquanto um produto pode apresentar um faturamento bruto bem elevado, porém com uma margem consideravelmente pequena, outro pode ter um resultado bruto menor, mas com um resultado real maior.

Essas questões precisam ser avaliadas para que você não somente conheça as preferências dos seus clientes, mas também identifique quais produtos, dentre os preferidos dos seus clientes, são mais interessantes para o seu Pet Shop também.

3. Avalie o giro real de cada produto

Sabe aquele produto que fica parado séculos e que depois de tanto tempo você finalmente consegue vender o último item? Então… Avaliar o giro real de cada produto em determinado período de tempo é um ponto fundamental quando pensamos na Curva ABC em Pet Shops. Afinal de contas, se o estoque de determinado produto demora 3, 4 meses para ser completamente vendido e você fica quase na iminência de perder a mercadoria por conta de prazo de validade, não faz o menor sentido você tornar a comprar a mesma quantidade na hora de pedir junto aos fornecedores.

Na hora de avaliar a Curva ABC em Pet Shops precisamos compreender qual foi o desempenho do produto e ao mesmo tempo quanto tempo levou para que o estoque atingisse o volume mínimo. Por exemplo…

Se determinado petisco no seu Pet Shop possui um prazo de validade de 6 meses e o mesmo demorou 5 meses e meio para atingir seu volume de estoque mínimo onde um novo pedido será realizado junto do fornecedor, é melhor reavaliar o tamanho do pedido que será realizado para que você não fique nessa corda bamba de quase perder o produto em virtude do mesmo não ter muita saída (lembrando que quando isso ocorre, para não ter a perda você acaba tendo que vender o produto muitas vezes pelo seu preço de custo). A avaliação da Curva ABC vai permitir identificar também essa questão!

Conclusão

A Curva ABC em Pet Shops pode ser um grande aliado seu na hora de realizar a gestão do estoque e tomar suas decisões de investimento para reposição do mesmo. Quando você consegue identificar os produtos campeões de venda, os produtos que apresentam melhor desempenho em termos de margem de contribuição e aqueles que possuem um giro maior ou menor fica muito mais fácil decidir como utilizar os recursos disponíveis a fim de potencializar seus resultados e otimizar sua lucratividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *