Controle de Estoque no seu Pet Shop: 5 passos para realizar

A maneira como você realiza o controle de estoque no seu pet shop pode ser um divisor de águas entre ótimos resultados ou perdas significativas.

Introdução

Realizar o controle de estoque no seu pet shop, considerando a natureza da operação onde o mix de produtos é composto por diversos itens, é um trabalho obrigatório e muito importante para que não ocorram perdas e desperdícios totalmente desnecessários e que possam vir a comprometer os resultados gerados ao final de determinado período.

Compreender como realizar o controle de estoque no seu pet shop da forma mais eficiente possível é garantir que tal processo será corretamente executado e que você sempre terá total controle sobre todos os itens que seu pet shop comercializa aos clientes e quando é o momento mais adequado para realizar novos pedidos juntos aos fornecedores.

Confira a seguir uma lista com 5 passos que você deve realizar para controlar o estoque corretamente a fim de colher todos os benefícios dessa prática tão importante:

controle de estoque no seu pet shop

1. Relacione todos os itens que compõem seu mix

O primeiro passo para realizar o controle de estoque no seu pet shop de forma eficiente é conhecer seu mix de produtos de ponta a ponta, ou seja, é extremamente importante que você tenha total controle e conhecimento de tudo que seu pet shop vende atualmente, de A a Z.

Diante disso, torna-se necessário criar uma relação detalhada de todos os itens que compõem seu mix de produtos indicando as características de cada um, já que existem itens que podem ter variações de cor e afins, e também a quantidade atual de cada item em estoque. Por exemplo…

No seu estoque hoje você pode – e provavelmente tem – alguma marca de ração. Só que essa ração, embora seja de uma mesma marca, pode ser de 3 tipos diferentes: 1 voltada para filhotes, outra voltada para cachorros de porte médio e outra para cachorros de grande porte. É importante que você as separe na sua relação, pois a marca pode ser a mesma, mas o produto em si não é.

O que quero dizer aqui é o seguinte: não adianta você simplesmente colocar na sua relação de produtos que existe a Ração ABC quando você sabe que são 3 tipos diferentes. O controle precisa ser individual e é, justamente por isso, que você precisa registrar tudo de forma detalhada documentando as características de cada produto e a quantidade disponível independente da marca ou categoria ser a mesma.

2. Crie um código para cada produto

Considerando que cada produto que compõe seu mix é único, você terá um cenário pela frente onde existirão muitos itens para serem controlados, ou seja, o trabalho de controle de estoque no seu pet shop será – ou poderá vir a ser – mais complexo já que você e sua equipe precisarão fazer um controle ainda mais preciso das entradas e saídas cruzando essas informações com o que de fato foi movimentado no estoque.

Para reduzir essa complexidade, a recomendação é que cada produto que compõe o seu mix tenha um código específico que o identifique, como se fosse um RG digamos assim. Isso cria uma identidade para aquele produto simplificando o trabalho de controle e consequentemente de gestão.

3. Registre tudo. De preferência em um software de gestão!

A tecnologia existe para facilitar nossas vidas. E essa realidade se aplica e muito quando pensamos no controle de estoque no seu pet shop. Afinal de contas, imagina a trabalheira que você terá se tiver que controlar o estoque através de anotações manuais…

Embora essa seja a realidade de muitos pet shops, não é o cenário ideal. Principalmente pensando em perdas e desperdícios que podem ocorrer em virtude de eventuais falhas humanas na hora de proceder com o registro e controle.

Considerando essa questão, o ideal é que você tenha um sistema integrado no seu pet shop que permita registrar a mercadoria vendida – ou mesmo sua devolução – atualizando automaticamente quantos itens ainda existem em estoque. Isso simplifica o trabalho e ainda ajuda a evitar perdas.

4. Realize o inventário regularmente

Cruzar informações entre o que foi registrado em termos de vendas e devoluções com o que de fato existe em estoque é uma das etapas mais cruciais do processo de controle de estoque no seu pet shop. E entender o porquê disso é muito simples: quando você realiza a contagem de itens de cada produto em estoque e compara isso com os registros de vendas e devoluções, é possível identificar falhas e inclusive eventuais práticas de furto interno que possam vir a ocorrer (é chato imaginar isso, mas infelizmente ocorre em diversos casos).

5. Mantenha uma rotina para controle de estoque

As pessoas são seres de hábitos. Logo, o controle de estoque no seu pet shop precisa ser um hábito seu e da sua equipe para que tal atividade seja realizada regularmente e na periodicidade pré-determinada.

Se você definiu que o controle de estoque será realizado semanalmente e aos sábados então não pode haver furo nem preguiça. Todo sábado, sem exceção, o processo de controle de estoque deverá ser executado pelo responsável ou responsáveis a fim de garantir que todos os dados estão corretos. Lembre-se sempre: a melhor maneira de evitar embolar o meio de campo é não deixar acumular trabalho.

Conclusão

O estoque do seu pet shop é um ativo importante que deve contribuir positivamente para a geração de receita no seu negócio, ou seja, em hipótese alguma pode ocorrer do estoque virar uma dor de cabeça onde muitas perdas e desperdícios acabam por drenar a lucratividade da operação.

Realizar o controle de estoque no seu pet shop da maneira mais eficiente e profissional possível é garantir que os resultados pretendidos e desejados serão alcançados. E o melhor é que bastam 5 passos para poder fazer o controle e colher os benefícios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *